Platão

          Platão pertencia a uma das famílias mais ricas de Atenas. Estudou leitura e escrita, música, pintura, poesia e ginástica. Foi um excelente atleta e participou dos jogos olímpicos como lutador.

Ainda jovem, tornou-se aluno de Sócrates. Além de aprofundar os pensamentos do mestre, criou suas próprias teorias. Uma das mais conhecidas é a da divisão entre o que chamava de Mundo das Ideias e das Formas e o mundo dos sentidos.

          Ele acreditava que os nossos sentidos podem nos enganar, mostrando apenas a aparência das coisas. Somente a capacidade racional do ser humano poderia levar ao entendimento da realidade.

O Mito da Caverna é um exemplo usado por Platão sobre como as aparências enganam. Neste trecho do livro A República, ele conta a história de prisioneiros que sempre viveram em uma caverna escura. A pouca luz que vinha de fora projetava na parede sombras grandes de figuras que provocavam muito medo. Quando um prisioneiro fugiu para o lado de fora, percebeu que as sombras eram, na verdade, de estátuas pequenas que a distância fazia parecerem muito maiores.